Pesquisar este blog

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Surpresas turísticas em Contagem/MG

É engraçado como custei a prestar atenção em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, como cidade turística. Por estar tão perto de onde moro, por ser passagem para eu ir a vários lugares e por estar tão à mão para eu ir quando quiser, fui deixando de lado.Grande besteira fiz estes anos todos ao postergar minha visita. A cidade é bonita e merece destaque alguns pontos admiráveis.

É comum ouvir que o nome do município se deve ao fato de que era um dos postos de fiscalização e arrecadação de impostos no Brasil Colônia. Antes, tinha um posto destes no povoado chamado de São Gonçalo da Contagem das Abóboras. Hoje, apenas Contagem em referência à avaliação das mercadorias que passavam pelo fisco.

praça Nossa Senhora da Glória é linda e está toda revitalizada.Foi nossa primeira parada. Tinha até uma grávida fazendo ensaio fotográfico.

 
 

 

Nela, fica a igreja Nossa Senhora da Glória. Simples, mas importante para a cidade.


A casa mais antiga da cidade e que faz parte do patrimônio cultural de Contagem é a Casa da Cultura Nair Mendes Moreira. Ela é feita em pau-a-pique e tem um cruzeiro em frente.   
 


O Centro Cultural Prefeito Francisco Firmo Mattos Filho possui três casarões dos séculos XVIII e XIX. As casas possuem as cores amarela, rosa e a azul. Todas têm detalhes arquitetônicos bonitos.



 


Como parte integrante deste projeto arquitetônico histórico das três casas, temos a  igreja Matriz de São Gonçalo em estilo rococó.

 

 

E, também, a praça da Jabuticaba. A fruta é um dos símbolos da cidade. O projeto completo é do arquiteto Gustavo Penna.
 

 

Fomos no domingo e a maioria dos pontos turísticos estavam fechados, mas um nos surpreendeu foi o parque Municipal Gentil Diniz  também estar. Tinha uma família com isopor e tudo para fazer piquenique que veio de longe e teve que voltar para casa sem aproveitar o parque. Eles estavam nervosos, pois, disseram que é muito difícil o parque abrir e que havia conferido na internet para não perder a caminhada e perderam. Uma pena, porque ele possui 24 mil metros quadrados, tem um casarão do século XIX e cerca  de 80 jabuticabeiras.

As Chaminés e Prédio Administrativo de uma antiga fábrica de cimento foram mantidas mesmo com a instalação de um shopping no lugar. Elas são emblemáticas e possuem 50 e 60 metros de altura. 











A Casa dos Cacos de Louça chama a atenção por ser a única deste tipo no Brasil. Pequenos pedaços de louça formam desenhos nas paredes. Ela foi idealizada pelo artista Carlos Luís de Almeida.Infelizmente está fechada para visitação e parece abandonada.


O Cine Teatro Municipal de Contagem tem mais de 40 anos, mas está fechado. Ele fica na praça Silviano Brandão.

Uma referência na cidade e que fiz questão de conhecer foi a Comunidade Quilombola dos Arturos.  É um grupo formado por descendentes de escravos, que mantém suas origens. É a primeira comunidade negra do Brasil reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial de Minas Gerais. Anualmente, eles promovem o congado e a folia de Reis.



Há também uma capela.















Em minhas pesquisas, descobri que a história da comunidade começou no século XIX, quando o escravo Camilo Silvério da Silva foi trazido de Angola para o Brasil para trabalhar na fazenda onde hoje é o município de Esmeraldas. Ele casou com uma escrava alforriada e teve seis filhos. Dentre eles, Artur, nascido após a Lei do Ventre Livre. Mesmo assim, sempre sofreu muito nas mãos dos patrões. Certa vez, foi agredido por um deles apenas por insistir em ir ao sepultamento do pai. Artur prometeu a si mesmo que seus filhos viveriam sempre juntos e começou a formar a hoje conhecida Comunidade dos Arturos, com os descendentes de Artur, que fica no bairro Jardim Vera Cruz, em Contagem.

Artur casou-se com Carmelinda e tiveram 11 filhos. Alguns já faleceram. Os que estão vivos ainda moram lá juntos com cerca de 90 famílias. Eles mantém suas tradições e respeitam a religiosidade acima de tudo.





 
 
 
 
No mesmo bairro, tivemos a grata surpresa de encontrar a igreja do Rosário, que não estava em nosso roteiro.


Em frente à Prefeitura, encontramos a praça Tancredo Neves.

 Perto dali, também há a igreja Santa Helena.

 

Localização:

Da capital mineira, Belo Horizonte, a distância é de apenas 20 km.



Visitei e Recomendo: 

Praça Nossa Senhora da Glória
Centro Cultural Prefeito Francisco Firmo Mattos Filho
Casa da Cultura Nair Mendes Moreira
Chaminés e Prédio Administrativo
Casa dos Cacos de Louça
Igreja Matriz de São Gonçalo e Espaço Popular de Contagem
Igreja do Rosário
Cine Teatro Municipal de Contagem
Comunidade Quilombola dos Arturos

Conheça também e curta nossa página no facebook: www.facebook.com.br/blogviagenspelobrasil

                                       *Texto e Fotos: Karina Motta