Pesquisar este blog

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Cachoeira da Prata/MG: uma surpresa de lugar!

 Nessa viagem, o destino final do BLOG VIAGENS PELO BRASIL seria Inhaúma, mas nosso check-in no hotel seria às 16 horas, então, aproveitamos o dia para conhecermos outros lugares na região. Primeiro passamos em Sete Lagoas para visitarmos a gruta Rei do Mato, que eu era louca para conhecer e mesmo após o passeio, estava cedo. No caminho, vimos uma placa: Cachoeira da Prata, 13 km e propus esticarmos até a cidade e depois voltarmos para almoçar e ir direto ao nosso hotel. Valeu a pena!

Ao entrarmos na cidade, a indicação da igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus e lá fomos nós. Lindinha mesmo por fora, mas estava fechada e, desta vez, não encontramos ninguém para abri-la. Estavam todos reclusos em suas casas. Ela foi construída em 1933 e possui elementos do ecletismo e do neogótico.


Primeiro, surgiu uma vila operária de nome Cachoeira de Macacos, fundada em 1886 junto com a Sociedade de Fiação e Tecidos Cachoeira de Macacos, indústria têxtil algodoeira, instalada em Inhaúma. Inclusive, na praça da igreja há uma homenagem com bustos dos fundadores da fábrica: João Lúcio Vaz de Melo, coronel Américo Teixeira e Cirino Pereira da Rocha. Há ainda uma fábrica em frente. O ribeirão que passa na cidade também é chamado de Macacos. Em 1962, a vila vira município e mudou de nome para Cachoeira da Prata em 1975.

Fotos do local registradas, partimos para Inhaúma. Antes, passamos pela Câmara, Prefeitura e paramos o carro para comprar água, quando vimos uma rua toda fechada por copa de árvores de um lado e do outro e ficamos curiosos em passar por ela. No final, grande surpresa! Uma represa formava um cenário lindo e como não havia pesquisado sobre a cidade antes de visitá-la, não sabia da existência dela. Foi realmente uma grata surpresa, que valeu a pena conhecer Cachoeira da Prata.

A represa foi construída exatamente para levar água até a fábrica de tecidos. A venda dos tecidos e a compra do algodão, matéria-prima era feita por tropeiros e carroceiros.


 

 

 

 
Ao pesquisar sobre a cidade, descobri que foi construído um bicame para conduzir a água do ribeirão Macacos para uma usina hidrelétrica instalada dentro da fábrica. Essa usina foi inaugurada em 1906 e está entre as primeiras a entrar em funcionamento no estado de Minas Gerais. Sua inauguração foi feita com grande festa e, a partir dela, a localidade ganhou uma de suas principais referências paisagísticas: o cruzeiro iluminado instalado no topo do morro do Cruzeiro.


Localização:
Cachoeira da Prata  fica a 116 km da capital mineira, Belo Horizonte.


Visitei e recomendo:
Matriz Sagrado Coração de Jesus 
Represa

Conheça também e curta nossa página no facebook: www.facebook.com.br/blogviagenspelobrasil

*Texto e Fotos: Karina Motta

Nenhum comentário:

Postar um comentário