Pesquisar este blog

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Praia, cultura e religiosidade em Salvador/BA

Tantos pontos turísticos de referência, história, gastronomia bem típica, capoeira, fortalecimento da religiosidade, belas praias, carnaval animado... Tudo faz de Salvador, na Bahia, uma das cidades que mais atraem turistas no país. Além disso, a história da colonização no Brasil ganha vários locais históricos na cidade, que foi a primeira do país.

Ultimamente, Salvador e Rio de Janeiro se destacam como os maiores carnavais de rua do Brasil. E não é para menos. A cada edição, aumenta o número de trios elétricos, venda de abadás e público participante na capital baiana. Os trios começaram com Dodô e Osmar.

A Bahia já até ficou conhecida como a cidade onde o carnaval é o ano inteiro. Visitei a cidade em janeiro e, realmente, sempre tinha algum trio elétrico se apresentando. Depois, soube que o ano letivo das escolas de lá só começa em março, depois do carnaval.

Pela excelente hospitalidade, Salvador ganhou o título de capital da alegria. A todo momento o turista é chamado de meu rei e os baianos são muito solícitos, recebendo os visitantes muito bem.

A cultura é bastante diversificada, o que dá lugar para a manifestação de diferentes costumes: capoeira, candomblé, percussão, danças e carnaval se destacam.  

Culinária - Por todo lado, estão as baianas caracterizadas e os seus acarajés, mas, elas também vendem várias outras comidas típicas e deliciosas. A começar pelos doces: cocadas, tapioca, arroz doce, canjica, pé de moleque, tapioca. E os pratos com nomes diferentes: vatapá (peixe com amendoim), caruru (quiabo e camarão), bobó de camarão, caranguejo, moqueca, mugunzá (canjica), sarapatel (miúdos de porco). Os temperos fortes, de gosto marcante, são o ponto de destaque desta gastronomia. Pimenta e azeite de dendê compõem praticamente todas as receitas.

Centro Histórico - Dividida entre cidades alta e baixa, um dos principais pontos turísticos da cidade, o Elevador Lacerda, que fica na Praça Municipal, liga as duas. A alta é mais moderna e a baixa é banhada pela Baía de Todos os Santos. Passear entre as ladeiras é muito bom, mas, exige calçados confortáveis.
 
O centro histórico de Salvador é reconhecido como Patrimônio Cultural da Humanidade. Preserva as construções do período colonial, que misturam os estilos barroco e ibérico. Sobrados coloridos, igrejas e convento mantém suas características originais mesmo depois de restaurados. No centro, estão localizados o Elevador Lacerda, Largo de São Francisco, Pelourinho, Praça Castro AlvesMercado Modelo e a igreja de São Francisco, tida como a mais rica do país e um maravilhoso exemplar do barroco. 
 
Muito visitado e conhecido, o Elevador Lacerda é um dos principais cartões postais de Salvador e fica em uma rocha. De lá, tem-se a melhor vista da capital baiana. Ele está às margens da Baía de Todos os Santos. São 72 metros de altura, que ligam as cidades baixa e alta. Ele possibilita excelente vista da cidade e já chegou a ser considerado o mais alto do mundo.

No Largo do São Francisco, preciosidades. Centenas de quilos de ouro ornamentam a igreja mais rica do Brasil. Este significativo exemplar do Barroco traz a igreja e o Convento de São Francisco. Este possui azulejos portugueses nas paredes do pátio interno.

O Pelourinho, Patrimônio da Humanidade pela Unesco, é o primeiro e mais famoso bairro de Salvador totalmente cercado por casas coloridas (são mais de 800). O turista pode assistir a apresentações de percussão e a ensaios do Olodum ou a shows diversos. Aqui também fica a igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. E é mesmo o marco da cultura baiana e reúne patrimônios históricos, artísticos e musicais, além do artesanato.

Sempre gosto de visitar os mercados por onde passo e o Mercado Modelo de Salvador é considerado o maior centro de artesanato da América Latina, portanto, visita mais do que garantida. Ele reúne coisas típicas, inclusive as fitinhas do Senhor do Bonfim e o acarajé (mas estes estão em todos os pontos turísticos da cidade), figas, berimbau, bordados e muitos temperos e a famosa pimenta baiana. No afã das compras, acabamos adquirindo um berimbau para trazer de recordação. O mercado possui arquitetura neoclássica e é tombado pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Nos fins de semana ainda é possível assistir às rodas de capoeira.

Capoeira – Faz parte da cultura da Bahia e é uma mistura de dança e luta. Herança dos escravos, que trouxeram esta tradição para o Brasil. O berimbau dá o tom e as coreografias são executadas. Braços, pernas, mãos, pés, cabeça e ombro entram no movimento. A capoeira é considerada a única modalidade de luta marcial que se faz acompanhada por instrumentos musicais. No início, esse acompanhamento era feito apenas com palmas e toques de tambores.

Igrejas – Lindas e em grande quantidade (acho que disputa acirradamente com Ouro Preto/MG neste quesito). Além das já citadas, outra que é famosíssima é a igreja do Bonfim. Conhecida pela lavagem de suas escadarias em que as baianas jogam água nos degraus. De estilo rococó, possui azulejos portugueses e decoração neoclássica. Este é o santo que deu origem às famosas fitinhas. Contam que um tesoureiro da irmandade do Senhor do Bonfim tinha o hábito de usar uma fita que, originalmente, tinha a medida do comprimento do braço direito da imagem do Senhor do Bonfim. Daí vieram os três nós, os pedidos...

Música – A cultura pulsa nas veias do baiano e uma das expressões mais significativas é na música. Há alguns anos, o axé tem feito bastante sucesso em todo o Brasil e no mundo, mas, há mais tempo, outros artistas ficaram conhecidos e mantêm o sucesso seja com destaque para a percussão por meio de blocos como o  Ile Ayê, Timbalada, Filhos de Gandhi e Olodum em que os tambores e coreografias são características marcantes. Expoentes também na MPB: família Caymmi, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Maria Bethânia, Margareth Menezes ou mesmo no rock como Raul Seixas e Pitty, apenas para citar alguns expoentes.  

Sem falar na literatura em que o maior destaque é para Jorge Amado, que, por meio de seus livros, apresentou a Bahia para muitos no Brasil e no exterior. E ainda é o autor mais adaptado para o cinema, televisão e teatro.

Um dos mais conhecidos fortes do Brasil está na Bahia e é o Forte Santo Antônio da Barra, onde também fica o Farol da Barra. Seu interior também é um convite à visitação.

Dona de um dos eventos mais conhecidos na cidade depois do carnaval, é a igreja do Senhor do Bonfim. A lavagem de suas escadarias é famosa.

Sol e mar – As praias são um espetáculo à parte. Com rochas formando piscinas e águas calmas que misturam o verde e o azul... São lindas! Muito bom relaxar curtindo uma água de coco geladinha, peixe, camarão, siri, caranguejo ou mesmo o famoso acarajé. Aliás, um aparte sobre caranguejo: fomos ao mercado e minha prima, dona da casa em que estávamos hospedados comprou caranguejos frescos para prepará-los especialmente para nós. Foi engraçado ver os bichinhos se movimentando na sacola. Achei que ficaria com dó de come-los, mas, quando provei estavam tão saborosos que o remorso passou. Hummm e por falar em alimentos frescos... Acabo de me lembrar de ter ido fazer uma visita à casa da vizinha da minha prima e lá estava um balde de caju colhido na hora. Ai que lembrança boa! Degustei calmamente aquele fruto nativo e tão doce...


As praias mais conhecidas são: Porto da Barra – movimentada e  próxima do centro, Farol da Barra, Ondina, Amaralina,  que tem ondas fortes e Itapuã, a mais linda de todas e famosa com águas verdinhas, areias claras e formação de piscinas naturais. Eternizada, inclusive, ao som da bossa nova. Fomos em uma outra mais distante  e quase deserta também que nos indicaram, mas, infelizmente, não me lembro o nome.

 

 

Visitei e recomendo:

Elevador Lacerda
Praça Municipal
Centro histórico
Elevador Lacerda
Largo de São Francisco
Pelourinho
Praça Castro Alves
Mercado Modelo
Igreja de São Francisco 
Mercado Modelo
Farol da Barra
Praias Porto da Barra, Itapuã



Localização:
Salvador é uma das mais conhecidas cidades do Brasil. Recebe turistas do mundo inteiro. Fica na região nordeste do Brasil.



Conheça também e curta nossa página no facebook: www.facebook.com.br/blogviagenspelobrasil

*Texto e Fotos: Karina Motta

2 comentários: