Pesquisar este blog

domingo, 2 de abril de 2017

Paisagem deslumbrante no passeio de barco pelo Rio São Francisco

E então chegou o tão esperado dia para finalmente conhecer-mos o Cânion do Xingó, que é, como  
gostam de falar, onde o sertão virou mar. Segue-se meia hora de catamarã pelo rio São Francisco até chegar em uma das paisagens mais impressionantes deste Brasil. Mas no passeio que antecede também há uma paisagem maravilhosa, com paredões formando elementos chineses, animais... 


E o Velho Chico... Seu companheiro todo o tempo. Há a Pedra do Gavião, o Morro dos Macacos e a Pedra do Japonês. É magnífico!

  




De Aracaju a Canindé do São Francisco, onde fica o cânion, são três horas de transporte terrestre, por isso, com a ajuda de nossa agente de viagens, conseguimos o traslado e ficamos hospedados no Parque do Xingó para desfrutarmos por inteiro da realização deste sonho e foi muito bom. Conseguiu superar as expectativas! 

Além disso, tivemos a oportunidade de conhecer também o município de  Piranhas (que terá post específico), por onde Lampião e os cangaceiros passaram e morreram em uma emboscada. A hidrelétrica de Xingó, o museu de Arqueologia do Xingó. E também passamos por várias cidadezinhas até chegar e pudemos ver um pouco de cada uma delas.


Impressionante é ver como a paisagem vai mudando ao longo do caminho por terra. Depois que sai de Aracaju e começa a chegar no sertão, a paisagem é bem seca e as casas em que há criação como gado ou bode, sempre há uma plantação de cactos. Quanto mais nos aproximamos de Canindé de São Francisco, onde houve o represamento das águas do Velho Chico, já percebemos a paisagem mudar e aparecer mais verde. A caatinga predomina no caminho terrestre até o ponto em que embarcamos no catamarã. 
Antes de embarcar, o visitante já paga o almoço para que assim que volte, ele seja servido no restaurante Karrancas, única opção para refeições no local. É possível escolher entre prato executivo, self-service ou petiscos. A maioria pede o self-service à vontade e tem de tudo um pouco sendo servido. O local é bonito e ainda fizeram uma prainha na beira do rio e o turista pode se banhar se quiser.


Almoço pago, vamos para o catamarã! Fomos uns dos últimos a embarcar e os locais com sombra já estavam ocupados, porém, ninguém percebeu que o lugar que sobrou ao sol era o melhor da embarcação: vista privilegiada. Quando começou a andar, todos nos pediram licença para tirar fotos, mas, na hora que se aproximou do cânion não arredei o pé e tive uma vista privilegiada. Valeu a pena, mesmo me recuperando da cirurgia, ficar meia hora em pé no sol. Foi a meia hora mais linda que já vi!

  


Em certo ponto, aparece até uma gruta de São Francisco.


O rio emoldurado por grandes paredões... A magnificência unânime! São trinta minutos navegando no rio São Francisco com uma vista mais linda que a outra até chegarmos ao cânion. Mas, calma, registro do cânion só no próximo post. Aguardem!


Localização:
O ponto de partida é a cidade de Canindé, a 200 quilômetros de Aracaju. Três horas de carro e 30 minutos de catamarã.


Conheça também e curta nossa página no facebook: www.facebook.com.br/blogviagenspelobrasil


*Texto e fotos: Karina Motta 

Nenhum comentário:

Postar um comentário