Pesquisar este blog

domingo, 4 de dezembro de 2016

Conhecer Gramado/RS a bordo do bustour

Um ônibus panorâmico leva os turistas para conhecerem as cidades de Gramado e Canela. Estão incluídos no trajeto os mais interessantes atrativos. Mas este sistema não otimiza bem o tempo e você acaba não conseguindo conhecer vários pontos no mesmo dia, por isso, concluímos nosso passeio no dia posterior quando contratamos um táxi para nos acompanhar em todos os pontos que nos interessava e não conseguimos ir com o bustour. Ao comprar a passagem, você recebe o ticket, que é trocado por uma pulseirinha no bustour, para embarcar e desembarcar onde quiser. São oito ônibus que circulam entre 8h15 e 18h30. Mesmo não potencializando tanto o passeio, o bustour é um charme. A vista panorâmica e a história de cada ponto turístico referente à parada deixa esta opção interessante.



Do roteiro, o BLOG VIAGENS PELO BRASIL destaca agora os pontos escolhidos para descermos:

Como ficamos hospedados perto da Catedral, apenas embarcamos no ponto em frente a ela.  Mais uma vez, pegamos a Estrada do Caracol.

Ao analisarmos o mapa dos atrativos e paradas, resolvemos visitar primeiro o Parque do Caracol . Porém, para nossa surpresa, ao embarcarmos fomos informados que, naquele dia, as paradas do mapa foram alteradas e o ônibus só passaria no parque do Caracol à tarde. Por isso, deixamos este atrativo para o dia em que faríamos o passeio de táxi.  
Passamos duas vezes pelo portal de Gramado de ônibus e uma de táxi. Nas duas oportunidades, aproveitamos para fotografá-lo!





Assim, fomos direto para o Dreamland Museu de Cera em Gramado. Eu tinha muita curiosidade em visitá-lo. Inaugurado em 2009, é o primeiro do tipo na América Latina. Ele reúne quase cem personalidades famosas. Cenários temáticos foram montados para abrigar cada uma delas. São estátuas perfeitas em detalhes, parecem reais. A do Steve Jobs foi uma que mais me impressionou de tão realista. Queria muito registrar minha foto ao lado de Amy Winehouse, Madonna, Elton John e Paul McCartney, Ronaldinho Gaúcho e Ayrton Senna. Achei interessante que sempre via meus colegas tirando fotos na réplica do salão oval da Casa Branca com Obama ao lado de Dilma Rousseff. Depois do impeachment, a estátua mudou de lugar e está bem escondidinha. Voltei aos tempos de criança ao ver o Popeye e o ET.

























Acabamos gastando muito tempo para conhecer o museu de cera e perdemos o ônibus. Para nossa sorte (pois táxi é uma raridade na cidade), havia um táxi na porta que tinha acabado de desembarcar um casal. Para não perdermos tempo, entramos no carro e nossa próxima parada foi no centro de Gramado onde pudemos conhecer vários pontos turísticos ao mesmo tempo. O principal deles foi o Palácio dos Festivais, que meu marido queria muito conhecer por ser aficionado por séries e filmes. Um pouco dessa paixão ele também pôde desfrutar no Museu de Cera, mas o Palácio dos Festivais coroou o passeio.



Partimos então para o Palácio dos Festivais de Gramado. Como disse, era o ponto turístico mais aguardado por meu marido. Ele é apaixonado por filmes e séries e visitar a sede do maior Festival de Cinema da América Latina é inspirador. A arquitetura é em estilo Colonial e na entrada há uma réplica do Kikito, Deus da Alegria, que os ganhadores do festival levam como prêmio. Há uma estante também com a réplica de todos os kikitos de todas as edições do festival. 

A estrutura é grandiosa! Há quiz para testarmos nossos conhecimentos, máquinas antigas, figurinos, vídeos contando a história do cinema, quadros... Tanta coisa engrandecendo o cinema. Na cafeteria, toda rodeada de vidro, há uma excelente vista do centro da cidade de Gramado. 

Na calçada, o desenho do quiquito e placas com as mãos de alguns artistas. 







Na praça Major Nicoletti, aproveitamos para visitar também a igreja Matriz São Pedro. Pense em uma construção supreendente. Fiquei fascinada ao subir as escadas da lateral da igreja (onde estava acontecendo uma parte do Festival de Gastronomia de Gramado) e, de olhos fixos no templo, prestando atenção nos detalhes da construção e, ao olhar para o lado... 
Parte do Festival de Gastronomia no entorno da igreja
Busto em homenagem ao maestro Eleazar de Carvalho incentivador do Natal Luz
Fiquei maravilhada! As esculturas em tamanho real dos 12 apóstolos de Cristo... Ahhhh é realmente maravilhoso! Tão bonitas quanto as esculturas dos profetas de Aleijadinho em Congonhas do Campo/MG. A São Pedro é católica. O estilo arquitetônico predominante é o romano. Vitrais coloridos mostram a vida do apóstolo Pedro e de Jesus Cristo juntos. O sino também chama a atenção. Ele pesa cerca de mil quilos e é feito de bronze, aço e estanho.











Perto dela, está a rua Coberta, um dos pontos turísticos mais visitados de Gramado. São 100 metros de comprimento, com telhado de vidro. Ela liga a avenida Borges de Medeiros à rua Garibaldi e fica próximo ao Palácio dos Festivais. E também o Largo da Borges  e ainda a igreja do relógio. Ela é evangélica luterana. O sino veio da Alemanha e os relógios podem são vistos no alto da torre que possui quatro faces. Aqui também as hortênsias enfeitam o jardim.


A Praça Major Nicoletti foi inaugurada na década de 30. Ela é bem florida e arborizada e tem a Fonte do Amor Eterno. Mais uma grata surpresa nesse perímetro em que já havia ficado encantada com as esculturas dos apóstolos, pois, vamos combinar, nada mais grato que, ao comemorar seus 10 anos de casamento indo de encontro à fonte do amor eterno! A tradição é que o casal compre cadeados com corações nas lojinhas ao lado e enlace seu amor na fonte.  

O caro leitor do blog sabe o quanto somos apaixonados por trem. Várias foram as vezes que registramos nossos passeios de maria-fumaça aqui e, desta vez, visitamos o Mundo a Vapor em Canela, com várias réplicas de locomotivas e também de máquinas que utilizam o vapor para funcionar. Na entrada, remontou-se  um grave acidente ocorrido em Paris em que a locomotiva cruzou a parede e ficou presa a uma altura de 12 metros, sem tocar o chão.



Construído pela família Urbani, há réplicas de Olaria (fábrica de tijolos), pedreira (máquina de 1885, para cortar rochas), usinas termelétrica e hidrelétrica, fábrica de papel (é a menor fábrica do mundo) e a fábrica de erva mate, que mostra todo o processo de fabricação do chimarrão, bebida típica dos gaúchos e que meu marido adora. Ao final, é possível tirar fotos com roupas de época em um cenário típico. Em cada ambiente, há um guia para explicar o funcionamento de cada máquina. Há também um passeio de trenzinho na parte externa do museu. É bem pitoresco, pequeninho e dá a volta em um espaço pequeno. É bem divertido para crianças. Este passeio já está incluso no ingresso e a cafeteria é uma antiga estação de trem.
 
 


 


 
 

A 10 km da igreja, fica o  museu Medieval Castelo Saint George. Único do Brasil, é uma verdadeira fortaleza. Construído com pedras de arenitos que pesam de 40 a 60 quilos, portas e janelas de madeira itaúba maciços, confeccionados pelo proprietário Gilberto Guzenski, que é quem faz a visita guiada e pioneiro no estudo de heráldica no Brasil. Como bem explica o folder de apresentação do castelo, heráldica é a ciência que determina, estuda e produz os brasões. Interpreta as origens e o significado simbólico e social de família, grupo, nação ou instituição.

O museu medieval possui o maior acervo do Brasil de brasões. São mais de 800 mil. A recepção dos visitantes já é feita por um boneco a caráter com roupas e armas medievais. Durante o passeio, histórias são contadas. Pinturas, mapas, quadros e brasões expostos no castelo foram confeccionados pelo proprietário. Ele faz questão de explicar e mostrar qual é o da família do visitante. Aqui, meu marido teve uma grata surpresa. Ele é advogado criminalista e sempre preferiu o Ferreira do sobrenome dele. Ao ouvir sobre a origem do seu nome, ele teve a certeza do motivo de tanto gostar dele. Ferreira significa ferro, mas, a simbologia dele é um avestruz, pois, era dessa ave que se tirava a pena para servir de caneta para escrever as penas dos condenados.

É possível, inclusive, encomendar o brasão da sua família.  Há réplicas de armas dos filmes Senhor dos Anéis e Coração Valente. Espadas de Samurais, facas da Ilha de Java da Indonésia, armas Chinesas, armas da Revolução Francesa, facas da primeira e segunda guerras mundiais e as lanças utilizadas na revolução farroupilha. Muitas dessas armas foram trazidas de diversas viagens que o proprietário fez pelo mundo.


O Museu Medieval Castelo Saint George foi construído pelo proprietário Gilberto Guzenski, praticamente sozinho. E ele não para. Ainda pretende construir outros andares e tem o acabamento. A proposta é te remeter à época medieval, com certeza você irá sentir-se como se estivesse em filmes como o Gladiador. Dentro do museu, uma loja e miniaturas de soldados com armaduras e espadas, cavaleiros, chaveiros de miniatura de elmo, miniaturas de espadas.  Na loja você pode, ainda, adquirir mini esculturas de ferro feitas pelo proprietário.

Antes, passamos no Super Carros. E como não sou fã de carros, já me dei por satisfeita de ter visto a réplica do Transformers e alguns do lado de fora. O porsche é o meu preferido e lá estava ele. Pronto. Satisfeita mesmo com a visita.


 
Localização:
Apenas 10 km separam Canela de Gramado, por isso, visitar uma cidade implica conhecer a outra. Gramado fica na Serra Gaúcha e fica a 125 km de Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. E a distância entre Canela e Porto Alegre é de 132 km.

Visitei e recomendo: 
Dreamland Museu de Cera
Palácio dos Festivais
Praça Major Nicoletti
Igreja São Pedro
Rua Coberta
Largo da Borges
Igreja do Relógio
Museu Medieval Castelo Saint George
Mundo a Vapor
Super Carros


Conheça também e curta nossa página no facebook: www.facebook.com.br/blogviagenspelobrasil


                                       *Texto e fotos: Karina Motta 

2 comentários: